Manutenção de Data Center visando a Alta Disponibilidade

Um dos diversos problemas que o departamento de TI encara em seu dia-a-dia é lidar com a indisponibilidade do sistema. Quando ocorre uma falha, muitas vezes sua empresa pode simplesmente parar. A disponibilidade é um assunto imprescindível quando estamos falando de produtividade e lucratividade no mundo dos negócios.   Para te ajudar a entender melhor o assunto, criamos esse texto para te guiar em sua busca de um sistema de Alta Disponibilidade!

O que é Alta Disponibilidade?

O conceito é bem simples de entender: seu sistema funcionando 99.99% do tempo, sem perda de dados e de funcionalidades em um grande período de tempo.   Quanto maior sua infraestrutura de TI (e maior a dependência de seu negócio), menor é a tolerância a falhas. Justamente por isso a manutenção preventiva deve estar cada vez mais presente na rotina de seu departamento de TI.

Meu produto final não depende do meu Data Center

Você tem certeza que seu produto não depende da disponibilidade de seu sistema?    Vamos imaginar uma empresa que seu produto final não necessariamente depende disso, porém, sem uma infraestrutura de TI presente, o atendimento se torna mais complicado: hospitais.

Um paciente chega à recepção precisando de pronto atendimento e o recepcionista lhe informa que o sistema está fora do ar. Sem o sistema, o hospital não tem acesso ao histórico do paciente e até mesmo controlar a ordem de atendimento vira uma tarefa monumental. Sem acesso ao banco de dados e ao sistema, nem o hospital saberá quando o paciente vai conseguir de fato ser atendido por um médico.

O sistema pode não representar o produto final de sua empresa, porém se ele não estiver disponível tanto o tempo médio de atendimento quanto a qualidade estarão comprometidos. Quando estamos falando de disponibilidade de data centers estamos falando na garantia de bom atendimento, segurança e lucratividade.

As maiores causas de down time em data centers

Se tratando de manutenção de equipamentos tecnológicos, não podemos nos esquecer das falhas humanas. A maioria dos casos onde o sistema para inesperadamente poderiam ser evitados caso procedimentos corretos fossem utilizados.  Algumas boas práticas no gerenciamento de um data center são:

  • Controle de Acesso rigoroso: poucas pessoas devem ter acesso ao seu data center para um maior controle do que ocorre lá.
  • Manutenção e testes de equipamentos redundantes: quando a empresa passa por quedas de energia, equipamentos como geradores e nobreaks entram em ação. A falta de manutenção e testes nestes equipamentos pode ocasionar em falhas nos momentos mais críticos.
  • Controle no resfriamento das máquinas: servidores liberam uma grande quantidade de calor no ambiente. O resfriamento é fundamental para evitar problemas de funcionamento. Alertas devem ser configurados para que caso ocorra uma elevação inesperada de temperatura no ambiente, o gerente de TI seja informado imediatamente.
  • Saúde de hardware: é importante todos os equipamentos serem monitorados e configurados com alertas de pré-falhas. A redundância do hardware é essencial para a disponibilidade do sistema, pois caso aconteça algum tipo de falha no sistema primário, o sistema redundante assume e garante a continuidade do serviço.

Agora que já entendemos a importância de um Data Center sempre disponível, como você pode atuar para garantir que isso esteja presente na sua empresa?

Terceirizar o serviços de manutenção de servidores é uma excelente alternativa para garantir a disponibilidade de seus sistema, uma vez que a disponibilidade passa a ser responsabilidade da empresa contratada.

Além de reduzir os custos, as empresas especializadas em serviços de manutenção costumam entregar mais serviços. Serviços como monitoramento agregado à manutenção, gestão de equipamentos em garantia, técnico residente e analistas de softwares podem ser agregados sem maiores custos.

Contratar diretamente um fornecedor especialista é até mesmo mais efetivo que contatar diretamente o fabricante de seu servidor, pois fabricantes não prestam serviços multivendor (em marcas diferentes), e dependem de contratar outras empresas para entregar a maior parte dos serviços.

Quando uma empresa contrata serviços de Manutenção Multivendor de um fabricante o que ela está de fato fazendo é contratando uma quarteirizada com a marca do fabricante e pagando muito mais caro por isso. No fim, quem paga por esse custo extra é a própria empresa que contratou o serviço inicialmente.

Quer saber como escolher a melhor empresa para manutenção e suporte dos servidores de seu Data Center? Clique aqui.